Get Adobe Flash player
Arabic English French German Spanish
XDivers LDA Newsletter
Termos e Condições

diverfog2

capacetehistoriaUm breve resumo da História Universal do Mergulho

 

  • 4500 a.C. - Mergulho livre

Utilizado para busca de alimentos, pérolas e também para fins militares pelos Assírios e Macedónios.
O mundo subaquático exerce sobre os homens um fascínio enorme e com certeza que o mesmo acontecia à milhares de anos.

Existem relatos datados de 4500 a.C. da utilização do mergulho para procura de alimentos. Na China, no ano de 2250 a.C., o Imperador Chinês teria recebido um tributo em pérolas. Mergulhadoras que sobrevivem da colecta de pérolas ainda hoje existem, principalmente no Japão e na Coreia.

Num manuscrito Francês do século XIII, existe um relato de que Alexandre “O Grande” teria utilizado um “sino aberto” para realizar um mergulho com fins militares em 330 a.C.

Até 1500 a.C., os relatos existentes indicam que o mergulho sem algum tipo de equipamento, foi utilizado quase que exclusivamente para fins militares, principalmente pelos Assírios e Macedónios.

  • 1691 - O sino de mergulho 

Edmund Halley desenvolveu o primeiro sino de mergulho eficiente.

Entre 1500 e 1800 os avanços e os equipamentos que surgiram foram, na sua maioria pouco eficientes, dentre estes, podemos citar toscos capacetes de mergulho.

De todos os equipamentos que surgiram neste período, o mais destacado foi o desenvolvido em 1691 pelo astrónomo Inglês Sir Edmund Halley.

Ele desenvolveu um sino de madeira (onde cabiam até dois homens) que tinha um vidro na parte superior para possibilitar a entrada de luz. Este sino era descido até ao fundo e o mergulhador respirava o ar contido no sino. Através de uma mangueira, ele podia realizar algumas tarefas fora do sino.
No ano de 1788, Smeaton desenvolveu uma bomba “aspiradora” de ar para o interior do sino. 

  • 1837 - Surge o escafandro de Siebe 

 A partir de 1800, foles e bombas de ar foram bastante utilizados. Em 1808, Yon de Freiderich Drieberg inventou o Triton, um dispositivo de fole numa caixa usada nas costas do mergulhador que fornecia ar comprimido. A maior contribuição deste invento foi a de mostrar que o ar comprimido poderia ser utilizado para respirar. Augustus Siebe, em 1819, desenvolveu um fato alimentado por uma bomba manual, que enviava o ar para um capacete de metal. Dezoito anos depois, em 1837, modificou o seu fato para um fato estanque, colocou uma válvula de escape no capacete e passaram a ser utilizados sapatos de chumbo que mantinham o mergulhador no fundo. Estava inventado o ESCAFANDRO DE SIEBE, usado até aos nossos dias com pequenas modificações posteriores. 

  • 1866 - O equipamento SCUBA é criado 

Em 1866, Benoist Rouquayrol desenvolve o regulador de demanda para usar em um cilindro de mergulho: surge o Self - Contained Underwater Breathing Apparatus (SCUBA).

 

Este equipamento apresentava o problema do suprimento de ar em alta pressão ser relativamente pequeno. H. A. Fleuss da firma Britânica Siebe Gorman e Co., em 1876, desenhou um equipamento de circuito fechado com reaproveitamento do oxigénio, que utilizava uma solução de potássio cáustico para remover o CO2 do gás expirado.

Com o auxílio de Robert H. Davis em 1902, Fleuss aperfeiçoou o aparelho que se tornou o protótipo dos modernos equipamentos de circuito fechado actuais.

  • 1905 - Tabelas de descompressão

Inicia-se uma fase de grande desenvolvimento tecnológico e científico no mergulho.

J. S. Haldame, fisiologista Inglês, realizou estudos com mergulhadores da marinha Britânica entre 1905 e 1907. Destas pesquisas surgiram as primeiras tabelas de descompressão, com métodos de paragens a determinadas profundidades por tempo determinado, que levaram à intensificação dos mergulhos a mais de 60 metros.

Deste período em diante, com tabelas, câmaras de descompressão e equipamentos mais seguros, o homem passou a explorar mais intensamente o mundo subaquático.

  • 1917 - MK V. 

Em 1917 o U.S. Bureau of Construction & Repair First inicia a utilização do capacete de mergulho Mark V. 

Este equipamento era ligado a um umbilical, o que permitia a realização de trabalhos em águas profundas.  
O Mark V tornou-se uma ferramenta de mergulho muito eficiente e utilizado por décadas, somente substituído em 1980 pelo MK 12. 

  • 1920 - Gás Hélio 

O gás Hélio começa a ser utilizado no mergulho.

Em 1920 iniciam as pesquisas para que misturas de hélio-oxigénio sejam utilizadas em mergulhos profundos.

No ano de 1924, a marinha Americana realiza os primeiros mergulhos experimentais utilizando Heliox (hélio e oxigénio). 

  • 1936 - Club of Divers

Em 1925, o Capitão Yves Le Prieur da marinha Francesa, desenvolveu um equipamento com cilindros carregados com ar; basicamente um circuito em que o fluxo de ar era regulado manualmente, resultando num uso excessivo do suprimento de ar.

Este equipamento era um cilindro de aço com ar comprimido, onde o mergulhador tinha uma mangueira de ar conectado a um bocal; usava um clipe de nariz e óculos de protecção que protegiam e ajudavam a visão, mas não permitiam igualar a pressão. O cilindro de 1500psi de ar permitia ao mergulhador permanecer menos de 15 minutos submergido.

Em 1930 um ex-aviador americano que vivia na França inventa a máscara de mergulho de borracha e o conjunto barbatanas, máscara e tubo se populariza.

Em 1936 Le Prieur funda o primeiro clube de mergulho chamado “Club of Divers and Underwater life”.  

  • 1943 - Jacques Costeau 

O Famoso oceanógrafo Jacques Costeau, então capitão da Marinha Francesa e o engenheiro Emile Gagman, desenvolveram um equipamento semelhante ao de Prieur, em que o fluxo de ar era regulado por uma válvula de demanda que fornecia ar quando o mergulhador inspirava e regulava automaticamente o suprimento de ar à pressão ambiente. 

  • 1959 - O primeiro curso de mergulho 

Em 1947, Frederic Dumas realiza o mergulho recorde de 100 metros utilizando o equipamento desenvolvido por Costeau e Gagman. Este mergulho foi realizado no Mar Vermelho.

Em Dezembro de 1951 é lançado o primeiro número da famosa revista americana SKIN DIVER. Nos anos 50, as pessoas que praticavam mergulho livre passaram gradualmente a praticar o mergulho SCUBA e começaram a surgir as primeiras lojas de mergulho nos EUA.

Fortalecendo o mergulho como um desporto, Jacques Costeau (com a assistência de Frederic Dumas) lança o seu famoso livro, o Mundo Silencioso.

A YMCA nos EUA cria o primeiro curso organizado nacionalmente para a certificação de mergulhadores. 

  • 1960 - 1º Agência de treino de mergulhadores 

Como os acidentes no mergulho vinham crescendo, sentiu-se a necessidade da criação de uma agência para treinar e certificar mergulhadores, a NAUI é formada em 1960 e a PADI em 1966, que no primeiro ano certificou 326 mergulhadores.

Em 1968 John Gruener e Neal Watson realizam um mergulho com ar comprimido nas Ilhas Bahamas, a uma profundidade de 145 metros (437 pés).
Este recorde foi quebrado em 1990. 

  • 1980 - Segurança do mergulho 

Importantes avanços iniciados nos anos 60 são complementados nos anos 70.

Entre eles, podemos incluir: cartões de certificação que indicam o nível de certificação, necessidade de se possuir certificação para encher cilindros e/ou alugar equipamentos de mergulho, utilização de manómetros submersíveis e adopção do colete equilibrador para o controle da flutuabilidade.

Em 1980 é fundado o Dive Alert Network (DAN), uma entidade sediada na Universidade de Duke (EUA) que visa promover a segurança no mergulho. 

  • 1983 - O primeiro computador de mergulho 

Foi lançado comercialmente o primeiro computador de mergulho, ORCA EDGE. Na mesma década, outros fabricantes também lançariam computadores de mergulho e este tipo de instrumento tornou-se comum entre os mergulhadores. 

  • 1993 - O mergulho SCUBA faz 50 anos 

O mergulho SCUBA como o conhecemos hoje faz 50 anos e a PADI se torna a maior agência de treino em mergulho amador, tendo certificado cerca 515.000 novos mergulhadores. Surgem novas revistas de mergulho, novos equipamentos, agências de viagem especializadas em turismo subaquático.

Na década de 90 o Mergulho Técnico começa a expandir-se, uma actividade onde os mergulhadores utilizam grandes avanços tecnológicos para a exploração subaquática.

O desenvolvimento do mergulho técnico já acontecia na década de 80, para ilustrar esse desenvolvimento vejamos os recordes de profundidade:

 

Ano Mergulhador Local Profundidade
1989 Sheck Exley Mante, México 897 pés/297 m
1990 Bret Gilliam Roatan, Honduras 452 pés/150 m
1993 Sheck Exley Bushmansgat, South Africa 863 pés/285 m
1994 Daniel J, Manion Clifton´s Wall, Nassau 510 pés/168 m
1994 Bowden Zacaton, México 915 pés/301 m*
2005 Nuno Gomes Dahab, Egipto 1045 pés/318,25 m

 

* Sheck Exley morre neste mergulho. Quando o seu corpo foi encontrado seu computador marcava 925 pés/305 m.